Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

20
Dez18

Poupar em 2019

jl

poupança.jpgBoas.

2019 está mesmo aí a chegar e quando o muda o novo ano chega, existem sempre objectivos para o período que aí se avizinha. Ou dizemos que vamos deixar de fumar (ao preço que está o tabaco bem é preciso), ou que vamos fazer dieta (mas o cabrito do almoço do dia 1 seja saboroso demais) ou que vamos ser santos com a nossa sogra  (embora no dia 2 já não nos lembremos disso) e por aí fora.  Mas se muitas vezes prometemos o impossível (como aquilo da sogra), outras vezes existem promessas que podem ser postas em prática. E nisso a nossa saúde financeira pode ser melhorada com pequenos gestos em que a frase Ano novo, Vida nova possa realmente ter esse significado.

Muitos esperam pelo EuroMilhões. O problema é que nessa situação estão centenas de milhões de pessoas.

Um dos maiores problemas que existem é as pessoas não saberem onde se gasta o dinheiro. Quanto vezes se ouve dizer que tinha 50€ no bolso e que não sabe onde os gastou?

Pode parecer mesquinho mas comece por fazer um planeamento. Para isso, deve registar tudo o que gasta diariamente. Desde a prestação da casa ao café. Com este exercício conseguirá chegar ao fim do mês e fazer rapidamente uma soma de todas as suas despesas mensais. Verá que ao fazer isto terá algumas surpresas. E não se esqueça de incluir a parte destinada à poupança.

Muitos entendidos que o ideal da poupança seria conseguir colocar de lado 10% do rendimento, no entanto esta avaliação terá que ser feita caso a caso, porque mais vale ser realista do que colocar metas inatingíveis.

Acima de tudo temos que ser honestos connosco e realistas. Temos que fazer um orçamento mensal, sendo que nas despesas fixas temos que perceber: prestação da casa, custos com eletricidade, água, telecomunicações, combustível ou transportes públicos, entre outros. Reavalie rigorosamente os produtos e serviços com os quais perde parte do seu vencimento todos os meses e faça escolhas tendo em conta as melhores ofertas e preços. O tempo que fizer isto, não será tempo gasto, bem pelo contrário.

Uma das coisas em que se gasta um balúrdio em qualquer casa é a eletricidade: faça contas e veja se compensa aderir à tarifa bi-horária, transferindo alguns consumos (por exemplo: máquinas de lavar loiça e roupa) para o período nocturno e fim-de-semana; mude as lâmpadas incandescentes por modelos economizadores da classe A (por lâmpada, pode poupar até 10 euros por ano); não deixe os aparelhos em modo de espera. Sabia que isto pode representar cerca de 10% do seu consumo? Quantas vezes liga o DVD que está em stan-by?; Retire da tomada os carregadores de aparelhos quando a bateria estiver cheia e isso acontece muito com o telemóveis; Prefira os equipamentos elétricos das classes A, A+ e A++; Se tiver local para isso, seque sua a roupa no exterior e passe-a enquanto estiver um pouco húmida, pois assim também poupa ao engomar.

Outra das coisas fundamentais à nossa vida é a água: Feche a torneira enquanto lava os dentes ou faz a barba. São menos cerca de 10 litros de água todas as manhãs. Já reparou que só com esse pequeno gesto poupa à volta de 3500 litros. Agora multiplique isso pelos outros membros da família!; A opção por modelos de autoclismo, das classes A, de dupla descarga evita o desperdício de 20 a 25 litros de água diários, por pessoa; Prefira duches a banhos de imersão; Instale torneiras e chuveiros economizadores ou acessórios para reduzir o débito (na sua maioria classificados na categoria A): ao misturarem ar e água, mantém a sensação de pressão e de conforto. Permitem poupar cerca de 50% nos consumos de água e energia.

Umas das primeiras que venho aqui falar é sobre como poupar na conta do gás sendo também se aplica à electricidade: Ao cozinhar os seus  alimentos opte por cortar os ingredientes em pedaços pequenos. Quanto mais pequenos forem, mais depressa será o processo de cozedura; Se puder, cozinhe com a panela de pressão: necessita menos gás (ou electricidade) para aquecer e cozinha os alimentos muito rapidamente; Tenha o cuidado de não encher as panelas com água em excesso: vai demorar muito mais tempo a ferver, gastando muito mais gás sem qualquer necessidade; Sempre que possível tape os tachos e as panelas durante a confeção dos alimentos. Desta forma, evitará o desperdício de energia. Exatamente pela mesma razão deverá escolher o bico do fogão adequado ao tamanho da panela.

Um dos gastos que agora pesam bastante é na área das telecomunicações: Contacte todas as operadoras com serviços na sua zona de residência e analise os preços. Escolha em função dos canais pretendidos e da utilização que faz dos serviços; Se lhe propuserem promoções, estude todas as condições, para se certificar de que são vantajosas. Por vezes, o desconto na mensalidade é de apenas um ou dois meses e um valor que parece atrativo revela-se superior ao de outra operadora; Pergunte se há um contrato de fidelização e qual a duração; Se anunciarem tráfego ilimitado, questione se aplicam alguma política de utilização e como controlar o tráfego. Na Tv Cabo o que adianta ter 300 canais, se na realidade só vê 20?

Para não estar a ser muito chato, amanhã trarei o resto do artigo. Até lá faça uma análise aos gastos que tem na sua vida.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D