Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

23
Jul18

Quero nanar um bocadinho

jl

soninho.jpgOlá.

Que estejam todos bem por aí. Daqui a pouco vou ver um pouco de televisão enquanto que a minha Maria vai tentar adormecer a minha pimpolha e digo já, que isto é um acto heroico porque aquela miúda para adormecer não é nada fácil. E ao pensar nisto decidi ir pesquisar um pouco sobre a naninha dos mais pequenos. Aqui seguem as minhas conclusões:

Então até que idade devem as crianças dormir a sesta?

A privação do sono na criança está associada a efeitos negativos a curto e a longo prazo em diversos domínios, nomeadamente ao nível do desempenho cognitivo e aprendizagem, e ao nível da regulação emocional e do seu comportamento, sendo que dormir a sesta seja de grande importância.

O sono tem uma enorme importância, afinal, não é possível viver sem dormir. O sono é mais importante e complexo do que aquilo que se possa imaginar já que serve para reorganizar todas as nossas funções e garantir a nossa recuperação física e mental. Talvez daqui venho o problema da maioria das pessoas que conheço terem uma pancada. O que não é o meu caso claro!

Nas crianças, o sono contribui de forma importante para o seu crescimento e desenvolvimento. Ao nascer, os ciclos de sono não são influenciados pela alternância entre o dia e a noite, mas gradualmente o sono vai-se consolidando em torno do período noturno.

A duração de sono recomendada na maioria dos estudos:

  1. a) Bebés dos 4 aos 12 meses: 12 a 16 horas (incluindo sestas)
  2. b) Crianças de 1 a 2 anos: 11 a 14 horas (incluindo sestas)
  3. c) Crianças de 3 a 5 anos: 10 a 13 horas (incluindo sestas)
  4. d) Crianças de 6 a 12 anos: 9 a 12 horas sono noturno
  5. e) Adolescentes de 13 a 18 anos: 8 a 10 horas sono noturno

Cabe a nós adultos, promover um sono nocturno de qualidade e em quantidade adequada à idade da criança. As famílias e as creches/jardins-de-infância devem também promover a boa qualidade do sono diurno, ou seja, as crianças devem dormir a sesta.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DE DORMIR A SESTA?

As vantagens de dormir a sesta têm sido demonstradas através de inúmeras investigações. As crianças, quando privadas da sesta, vêm o seu desempenho diminuído e não conseguem recuperar o sono perdido durante a noite seguinte. E embora os estudos não digam, a sesta é muito importante para os pais, porque geralmente esse período de tempo é de um paz de espirito para os progenitores que nem vos digo!

Alguns dos benefícios de dormir a sesta na infância são:

1) Melhores resultados ao nível da saúde;

2) Melhores níveis de atenção, comportamento, aprendizagem, memória, regulação emocional e qualidade de vida;

3) Favorece a aprendizagem.

DORMIR A SESTA ATÉ QUANDO?

Antes de mais, importa salientar que todas as crianças são diferentes. Se há crianças que aos 4 anos despertam em pleno depois de dormirem apenas 10 horas e não conseguem dormir a sesta durante o dia, há outras crianças que têm dificuldade em acordar após 11 horas de sono noturno e necessitam de dormir uma sesta de 1 a 2 horas no início da tarde.

Durante o período pré-escolar, a maior parte das crianças precisa de cumprir um ciclo de sono bifásico (sono noturno + sesta). A partir dos 4/5 anos de idade, algumas crianças começam a transição para o ciclo de sono monofásico (só sono noturno). Claro que existem pessoas que são trifásicas. Dormem um bocadinho de manhã, um bocado de tarde e a noitinha é passada na caminha. Não é GuGu?

Contudo, a maioria das crianças continua a necessitar de realizar a sesta até aos 5/6 anos de idade para permitir o pleno desenvolvimento da sua saúde e bem-estar.

Não existem recomendações claras e precisas que estabeleçam quando é que uma criança deixa de precisar de dormir a sesta ou de quanto tempo a sesta deve durar, até porque as necessidades de sono de cada criança em particular devem ser tidas em conta.

No entanto, há indicadores importantes que mostram que a criança está pronta para deixar de dormir a sesta:

  1. a) Resistência prolongada na hora de adormecer à noite porque não está cansada;
  2. b) A criança apresenta despertares noturnos ou acorda muito mais cedo de manhã em comparação com a rotina anterior;
  3. c) Incapacidade em adormecer durante o período inicial de 30 a 40 minutos de sesta;
  4. d) A criança tem a capacidade de passar todo o dia acordada com preservação da atenção, humor e atividade, sem necessidade de dormir a sesta.

Após os 4 anos, nem todas as crianças necessitam de realizar a sesta de forma regular, no entanto, a retirada da sesta não deve ser imposta, deve sim acontecer naturalmente quando a criança começa a mostrar que já não precisa dela.

Nestes casos, após o acordo entre a família e a educadora pela não realização regular de sesta, esta deve ser facilitada e incentivada no período do início da tarde sempre que a criança evidencie sinais de sonolência ou cansaço.

Claro que isto é tudo muito giro mas já algum entendido da matéria, perguntou aos pais se eles dormem a sesta.

Imagine um Domingo de Inverno com chuva e frio a seguir ao almoço. A barriguinha cheia com um assado maravilhoso. Você no sofá com uma manta por cima a «ver» um filme, quanto mais não seja para dentro. E de seguida uma sesta de uma horinha.

Quem diz que a sesta é só para os miúdos, basicamente não sabe o que diz!

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub