Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

23
Ago18

Regras para os filhos da nova geração

jl

CRIANÇAS.jpgBoas.

Hoje ao ver uma entrevista do Dr. Daniel Sampaio fiquei curioso com o livro que foi agora editado (Do Telemóvel para o Mundo - Pais e Adolescentes no Tempo da Internet, editora Caminho) e que fala sobre as relações entre pais e filhos mas que acima de tudo é fundamental estabelecer regras para que tudo funcione existindo assim comunicação entre nós e os nossos filhos.

E uma dica que o Doutor diz é que os pais não são amigos dos filhos, mas sim modelos.

E um dos problemas que se coloca hoje em dia é do acesso às crianças à tecnologia. Hoje em dia sem ser dos chamados velhotes (e chamo de forma carinhosa) quantas pessoas é que se conhece que não têm telemóvel? E mesmo nas pessoas de idade o número já não é assim tão grande.

Um dos conselhos dados é que telemóveis só a partir dos 10 anos. Quando começam a ficar demasiado agarrados - sem tirar os olhos do ecrã para responder - deve falar com calma e nunca fazer a advertência mais do que duas vezes. A autorregulação no uso é muito importante e importa incutir isto desde cedo.

Há alturas para isto, mas existem períodos essenciais para conversar, tal como existe a hora de levantar e partir para a escola e o trabalho, a hora de chegar a casa, o jantar e a hora de dormir sem estar constantemente com os olhos no ecrã, até porque depois existe o outro lado da moeda em que as crianças ficam quase dependentes da internet assim como dificuldade de falar em presença com os adultos.

Os telemóveis vieram potenciar o exibicionismo dos jovens.

Tudo se resolve com educação ética: o que colocar na net e de que forma. Advertir para os perigos, tentar mostrar como é bom contactar. A exposição do corpo deve ser cuidadosa, mas hoje em dia é uma forma de comunicação que devemos aceitar com parcimónia. Tirar uma selfie como o Marcelo até pode ser engraçado, mas tirar uma foto ao corpo sem roupa, levado por adultos (e não só) poderá levar a graves problemas.

Os pais devem ser amigos dos filhos nas redes sociais?

Os pais não devem ser amigos dos filhos. Ser pai ou mãe é servir de modelo e não estar a par. O que adianta ser amigo se depois o seu filho vai para outras redes como o Instagram, WhastApp, Snapchat (ou muitas outras que nem se conhece) só para não ter que aturar o velhote? Acima de tudo é fundamental explicar aos mais novos o que se pode publicar nas redes sociais e o que não se pode.

O que fazer quando os miúdos estão com os olhos grudados nos telemóveis?

Acima de tudo é necessário falar com muita calma e nunca repetir a advertência mais do que duas vezes. Estimular a conversa e proibir nos momentos-chave da vida familiar. Mas ter em atenção que quando se coloca esta restrição aos miúdos, não é para os pais logo de seguida estarem a jogar o joguinho ou estarem na cusquice do Facebook.

Porque é que não se deve espiar o telemóvel dos filhos? Isto não poderia ser uma boa forma de detectar problemas?

O telemóvel é um território absolutamente privado. Os problemas detectam-se numa base de confiança, nunca como um espião. O pai espia e depois o que faz? Diz que é espião ou mente dizendo o quê? As regras de confiança a partir daí desabavam.

O que devem fazer os pais se apanharem a ver pornografia nos smartphones ou no computador?

Claro que isto é um assunto que enquanto pais nos fazem dar um nó no estomago, mas quantos de nós no nosso tempo e nas redes sociais existentes (VHS; revistas como a Gina…) é que não fizeram isto? Os pais não devem «apanhar» os filhos. Ver pornografia deve ser discutido abertamente porque é frequente, sobretudo nos rapazes. Deve-se dizer que a pornografia é uma indústria, explora o corpo da mulher e tem pouco a ver com a sexualidade das pessoas normais. Se falarmos sobre o assunto ele perderá importância.

Outro problema são os jogos de computador. O que fazer para que se torne um vicio?

Desde muito cedo combinar horários e regras de utilização e fazer ver que um compromisso é para cumprir.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub