Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

15
Mai21

Saldo Natural, para quando a discussão?

jl

nascimentos e obitos.jpgOlá.

Hoje ao ler um artigo que tinha sido publicado na agência Lusa fiquei pensativo no que via. Nele era referido que o número de nascimentos nos meses de Janeiro e Fevereiro deste ano tinha sido o mais baixo desde que existem registos, sendo que com isso o saldo natural de Portugal tinha agravado bastante, já que para além da descida do número de nascimentos, o aumento dos óbitos também era significativo.

No mês de Janeiro nasceram 5912 crianças (menos 19,3% que em Janeiro do ano passado) e no mês de Fevereiro, 5651 (menos 11,1% do que no mesmo mês de 2020).

Entretanto o número de mortes ocorridas nos dois primeiros meses de 2021 foi bastante superior ao período homólogo do ano anterior e, em conjunto com a descida no número de nascimentos, provocou um forte agravamento do saldo natural, o indicador calculado a partir da diferença entre nascimentos e óbitos.

Em Janeiro, registaram-se 19 634 óbitos, (o maior valor mensal desde o início da pandemia), mais 7 772 óbitos (65,5%) que no mês homólogo de 2020. Destes, 5 785 foram óbitos por covid-19, correspondendo a quase 30% da mortalidade nesse mês.

Estes números no mínimo são assustadores e o que me faz impressão é que quase ninguém fala deles e poucos se lembram que isto é o futuro do nosso país. E não é só o facto de saber se no futuro somos 8 ou 10 milhões, mas sim tudo o resto. Será que as pessoas lembram-se que se assim continua o Estado Social pode estar em perigo?

Em 1960 existiram mais de 213000 nascimentos e cerca de 95000 óbitos, mas em 2019 esse número foi de quase 112000 para 86000 nascimentos.

Se as coisas continuam assim, o futuro de Portugal decerto que será muito diferente do que aquilo que hoje em dia se vê. Espero bem que estes temas sejam debatidos seriamente seja pelas forças politicas porque este é um dos assuntos fundamentais para que a nossa sociedade tenha futuro.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub