Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

29
Ago19

Shampoo com gelo e limão

jl

coca-cola.jpgOlá.

Como já aqui referi, agora ando a mudar a minha forma de comer e de beber e falo nisto porque sou daqueles que tenho sempre receio que os camionistas entrem em greve e então tenho sempre stock de produtos em casa. E digo isto porque em casa tenho umas garrafas de cola em casa que tendo cortado o consumo irão durar uns tempos largos, isto se não começar a tomar banho com ela. Estranho?

Eu também estranhei quando li sobre esta moda na Net.

Segundo o que li tudo terá partido quando a modelo e actriz Suki Waterhouse, (uma das ex-namoradas de Bradley Cooper), dizer que lavava o seu cabelo com Coca-Cola para que esta prática se tornasse viral na Internet.

Foi o suficiente para que imensos curiosos realizassem testes para verificar a eficácia da técnica. Uma dessa pessoas foi a norte-americana Ellie. No vídeo, Ellie conta que o seu cabelo é extremamente liso e que foram necessárias duas garrafas médias de Coca-Cola. Após secar o cabelo com a bebida, contou que os fios ficaram com uma textura meio seca, como se tivesse passado um spray de sal.

Vários especialistas nesta área dizem que este produto apresenta um ácido fosfórico que supostamente deixaria o cabelo mais brilhante. Para além disso, tem um ph baixo, logo é ácido, e  isso tem o resultado no cabelo de as selar cutículas e dar brilho. Como apresenta uma grande quantidade de açúcar, também supostamente traria brilho e maciez.

Segundo os peritos, quando a coca-cola é aplicada após o champô e tendo um período de pausa e sendo enxaguada e só assim seco, os relatos são de cabelos macios, soltos e brilhantes. Já quando se deixa secar com a coca no cabelo, o efeito fica  mais ondulado, mais texturizado com um acabamento moderno e despojado.

Todavia, os especialistas referem que a Coca-Cola não é e não deve ser usada como um produto de beleza já que não há nada comprovado, nem existem estudos. Portanto, é melhor ter cautela e usar produtos conhecidos para essas finalidades.

O desconhecido por vezes pode ser desagradável.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub