Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

22
Set21

Trabalhar à noite

jl

trabalho nocturno.jpgBoas.

Que esteja tudo bem aí desse lado. Esta semana li um artigo que me chamou particularmente a atenção. No mesmo eram referidos os efeitos para a saúde de quem faz trabalho nocturno.

Segundo o que a classe médica sabe, uma pessoa que trabalha à noite pode ter tanto a sua saúde física como mental prejudicada, o que ocorre devido à alteração do ciclo circadiano.

Um dos maiores problemas relacionados com o trabalho nocturno é precisamente o sono. Alterar o ciclo de sono dito normal, altera a memória, causa ansiedade, reduz a capacidade lógica e raciocínio, existe também uma maior probabilidade de depressão, doenças cardiovasculares, de diabetes, de ter imunidade baixa, de ganhar peso, fadiga, cansaço, cancro e envelhecimento precoce.

Para quem não saiba, existem vários estudos mostram que as pessoas que trabalham à noite envelhecem seis anos a mais do que quem trabalha de dia.

Mas como se podem reduzir esses riscos?

Uma das medidas fundamentais é manter um descanso de qualidade, dormir de dia e tentar compensar o sono perdido. Para se conseguir isso, é necessário ter um ambiente semelhante ao nocturno, temperatura abaixo do ambiente, lugar escuro e sem ruídos. Isto é importante para quem está constantemente a trabalhar neste turno, mas se não trabalhar todos os dias neste período, tente dormir pela manhã quando chega e à tarde, no dia em que for trabalhar, pelo menos três horas.

Mas existem dicas para dormir melhor:

Tome um banho antes de dormir e faça uma alimentação leve

Pratique actividade física

Alimente-se de forma saudável

Mantenha-se hidratado

E não se esqueça que deve ter sempre acompanhamento médico para avaliar a sua saúde física e mental.

Mas quem trabalha durante a noite sabe sempre dar o valor a quem está acordado e a fazer o seu turno. E aqui nem se fala sobre a idade de ir para a reforma, porque isso é tema para outro artigo.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub